• NOTA DE REPÚDIO À GESTORA DE POLÍCIA CIENTÍFICA SANDRA SANTOS

    A Associação dos Peritos Papiloscopistas Policiais Civis do Estado de Pernambuco – ASPPAPE – vem a público emitir uma nota de repúdio à Gestora de Polícia Científica Sandra Santos pelas últimas entrevistas concedidas aos canais de imprensa televisivos: Globo, SBT e TV Clube. Após o homicídio da fisioterapeuta Tássia Mirella Sena de Araújo, crime que teve grande repercussão pela forma brutal como foi executado, com fortes indícios de violência sexual, tendo como principal suspeito o vizinho Edvan Luiz da Silva.

    A Sandra Santos é perita criminal e ocupa cargo de confiança na Gerência de Polícia Científica, enquanto gestora e servidora pública não deveria ferir um princípio básico da administração pública que é a impessoalidade. Porém, depois de assumir a função de Gestora, aproveita de sua condição e hierarquia, comprovadamente por seus atos recorrentes, para desconstruir e desmerecer uma categoria que, no Estado de Pernambuco presta serviços de grande relevância e de estimado valor no campo da identificação pericial por mais de 100 anos, levantando uma bandeira e seguindo diretrizes de sua Associação Nacional, Associação Brasileira de Criminalística – ABC. A Gestora não age com imparcialidade, facilmente visível nas suas últimas entrevistas concedidas às emissoras citadas anteriormente, onde em momento algum de suas falas e respostas aos jornalistas que a entrevistaram sequer cita a perícia podoscópica, perícia esta que foi a primeira com resultado conclusivo que colocou o vizinho na cena do crime, relacionando-o como principal suspeito e sendo prova robusta para na audiência de custódia garantir a prisão preventiva para o acusado.

    Ela fala seguramente nas entrevistas que houve diversas perícias, algumas até que faltavam conclusão, porém a perícia papiloscópica que teve a conclusão mais rápida, pouco mais de 2 (duas) horas para concluir o resultado após o levantamento dos fragmentos papilares em local do crime (impressões plantares) nem ao menos foi citada como realizada. Sempre procurando dar ênfase ao DNA, “coincidentemente” a área que possui um laboratório e do qual a mesma já foi gestora anteriormente à função que assume atualmente. Também insiste em divulgar na imprensa a existência de uma Polícia Científica, porém legalmente, conforme a Constituição Federal em seu art. 144, não existe Polícia Científica e sim, o que existe de fato é uma Gerência estruturada e subordinada diretamente à Secretaria de Defesa Social mas que seus policiais: médicos-legistas, peritos criminais, peritos papiloscopistas, auxiliares de peritos e legistas são cedidos a essa estrutura porém não deixam de ser policiais civis. É um verdadeiro desserviço esse tipo de fala. [Leia mais…]

  • Sessão Solene na ALE em homenagem aos datiloscopistas de Rondônia

    Sessão Solene na ALE em homenagem aos datiloscopistas de RondôniaO deputado Edson Martins (PMDB), presidiu a Sessão Solene, realizada na tarde desta quinta-feira (27) para entrega de Voto de Louvor aos datiloscopistas de Rondônia.

    O deputado Edson Martins (PMDB), presidiu a Sessão Solene, realizada na tarde desta quinta-feira (27) para entrega de Voto de Louvor aos datiloscopistas de Rondônia.

    O parlamentar cumprimentou e agradeceu a presença das autoridades que ao seu lado compuseram a mesa. Edson Martins ressaltou que propôs a homenagem em reconhecimento aos relevantes serviços prestados e dedicação de cada profissional. [Leia mais…]

  • Advogados solicitam a Polícia Federal uma nova perícia.

    Caso do professor Betinho do colégio Agnes.

    Advogados solicitam uma nova  perícia papiloscópica por peritos da Polícia Federal (PF) para comprovar se a impressão digital de Ademário foi encontrada num móvel da casa de José Bernardino da Silva Filho.Betinho foi encontrado morto no apartamento onde morava, em maio de 2015. Foto: Reprodução

  • Polícia Civil regulariza emissão de cédulas de identidade

    Com impressão diária acima de trezentas cédulas de identidade, o Instituto de Identificação Raimundo Hermínio de Melo regulariza o fluxo de emissão das cédulas de identidade com a chegada de lote de película. O item é imprescindível na expedição do documento para a segurança contra falsificações.

    A matéria-prima para a confecção do documento havia sido paga pelo governo do Estado e se encontrava em trânsito nos correios, motivo pelo qual as cédulas não estavam sendo entregues à população no prazo estabelecido, que é de quinze dias. [Leia mais…]

  • Obras do Complexo de Polícia Científica estão paradas em Caruaru

     / Foto: reprodução/TV JornalAs obras do Complexo de Polícia Científica estão paralisadas em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, desde 2011. A nova estrutura melhoraria as condições de trabalho dos profissionais.

    Veja na reportagem do “TV Jornal Notícias”, da  TV Jornal Interior

    Link do Vídeo http://video32.mais.uol.com.br/16203162.mp4?ver=1&r=http://mais.uol.com.br

    Fonte: http://noticias.ne10.uol.com.br/interior/agreste/noticia/2017/04/28/obras-do-complexo-de-policia-cientifica-estao-paradas-em-caruaru-677811.php

  • Instituto de Identificação inicia recadastramento biométrico de população carcerária

    O Instituto de Identificação da Polícia Civil de Goiás começou, nessa quarta-feira (26), o recastramento biométrico da população carcerária do Estado. O primeiro dia de trabalho foi realizado na Casa do Albergado, que deve ter o atendimento estendido por cerca de duas semanas. Segundo o gerente Antônio Maciel Aguiar Filho, cerca de 500 reeducandos devem ser recadastrados nesse primeiro momento. [Leia mais…]

  • Descubra o que sua impressão digital revela sobre você

    Olhe para as pontas de seus dedos atentamente. Essas linhas que você vê e que formam desenhos na sua pele são chamadas de impressão digital, datilograma ou dermatoglifo. Mas, será que você sabe para que elas servem?

    A impressão digital de cada um de nós funciona como uma marca pessoal. Não há outra pessoa com a mesma digital que você e é por isso que essas marcas que estão nas pontas de nossos dedos são tão importantes para a polícia, por exemplo, na hora de identificar pessoas. É por isso, aliás, que sua impressão digital em sua carteira de identidade. [Leia mais…]

  • IFP quer usar redes sociais para achar parentes de mortos sem identificação

    Perfil do Twitter do IIFP vai divulgar informação dos corpos

    O Instituto de Identificação Félix Pacheco (IIFP), da Polícia Civil, quer publicar no Facebook e no Twitter as características dos corpos que ninguém procura. A ideia é que, com essa medida, os parentes dos mortos consigam descobrir o paradeiro dos falecidos. A ideia, por enquanto, ainda aguarda um parecer da assessoria jurídica da instituição. [Leia mais…]

  • Bombeiros encontram corpo de adolescente desaparecido no rio Madeira em Porto Velho

    Corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal, onde aguarda identificação oficial (Foto: Toni Francis/G1)Vítima ficou desaparecida após barco em que estava com mais quatro pessoas virar no rio.Plantonista do IML diz que família reconheceu as roupas do rapaz.

    corpo que foi resgatado das águas do rio Madeira, nesta terça-feira (25), pelo Corpo de Bombeiros em Porto Velho, pode ser do adolescente que desapareceu na última sexta-feira (21), depois que o barco em que ele e outras quatro pessoas estavam naufragou. O acidente aconteceu quando as vítimas pescavam, na região de Jaci-Paraná, a mais de 100 quilômetros de Porto Velho.

    [Leia mais…]

  • Belê Medeiros elogia trabalho do diretor do Instituto de Identificação

    Resultado de imagem para Belê MedeirosA deputada estadual Belê Medeiros (PP) ressaltou o trabalho dos servidores da Secretaria de Estado da Segurança Pública que trabalham no Instituto de Identificação do Piauí, dirigido pelo perito papiloscopista Marcus Pinheiro. Belê disse ter ficado encantada com a postura do “Delegado Pinheiro”, pela forma gentil como atende às pessoas.
    “Pude observar que ele atende com gentileza as pessoas que buscam atendimento no órgão, na Praça Saraiva, especialmente as mais humildes, uma coisa que me deixou encantada pela forma cortês o que ele recebe as pessoas. [Leia mais…]

  • Defesa de acusado no caso Betinho do Agnes quer trancar processo

    Jorge Wellington disse que "perícia foi infundada". Foto: Teresa Maia/DP

    Jorge Wellington disse que “perícia foi infundada”. Foto: Teresa Maia/DP

    O advogado Jorge Wellington, que está atuando na defesa do estudante Ademário Gomes da Silva Dantas, indiciado pela Polícia Civil como um dos responsáveis pela morte do professor Betinho do Agnes pediu na Justiça que vários pontos do processo que acusa o jovem fossem revistos. Ademário e outro estudante que à época do crime tinha 17 anos foram apontados como os responsáveis pelo crime ocorrido em maio de 2015.

    Entre os pedidos, a Justiça autorizou a realização de uma nova audiência requisitando a presença da delegada e do perito que estiveram no local do crime no dia em que o corpo da vítima foi encontrado, a entrega das mídias contendo as imagens do circuito interno do Colégio Agnes e a realização de perícia papiloscópica por peritos da Polícia Federal (PF) para comprovar se a impressão digital de Ademário foi encontrada num móvel da casa de José Bernardino da Silva Filho. [Leia mais…]